sábado, 21 de abril de 2012

Aluga-se uma história - Hotel Jantzen

 
21/04/2012 | N° 3121 - Jornal Diário de Santa Maria

Aluga-se uma história


Santa Maria, 21 de setembro de 1950. Da sacada do Hotel Jantzen, na Avenida Rio Branco, o então candidato à presidência Getúlio Vargas (1882-1954), que está hospedado no quarto 206, discursa ao povo, em busca de votos para o seu segundo mandato. O prédio onde se hospedaram personagens ilustres, como Rita Lee e Roberto Carlos, está de portas fechadas desde a década de 90, com lojas apenas no andar térreo, na esquina da Rio Branco com a Venâncio Aires.

O médico Marcos Troian conta que, no final da década de 30, o prefeito Antônio Xavier da Rocha fez um apelo ao avô materno, José Cauduro:

– O prefeito pediu que ele construísse um bom hotel porque, em 1941, ocorreria uma grande feira. Os planos eram fazer a casa da família ali, mas o vô resolveu fazer o prédio e, depois, acabou alugando o local.

Em outubro de 1940, o salão da esquina foi ocupado pela filial das Casas Eny e, em 1941, o hoteleiro Sílvio Jantzen alugou parte do prédio e inaugurou o hotel que levou o seu sobrenome. O local se destacava por oferecer a qualidade de acomodações.

Em seu trabalho final de graduação, Eduardo Corrêa de Barros Grassi fala sobre a importância do hotel para Santa Maria. Autor da pesquisa Resgate Histórico do Edifício Cauduro de Santa Maria-RS e Seu Aproveitamento Turístico, apresentado no curso de Turismo do Centro Universitário Franciscano (Unifra) em 2008, Grassi conta que, em pouco mais de dois anos, foram erguidos os quatro andares – o prédio foi o primeiro da cidade a ter tantos pavimentos e o segundo com elevador, o primeiro foi a Sociedade União dos Caixeiros Viajantes (SUCV). A obra inovadora virou um atrativo, e as pessoas vinham do interior para conhecer a novidade.

Na década de 50, o mesmo grupo dono do Hotel Piraju comprou o Jantzen. Devido ao atendimento e à qualidade da hospedagem, as revistas da época comparavam o local não só aos melhores do Estado, mas também aos de famosos hotéis de Buenos Aires, Montevidéu, Rio de Janeiro e São Paulo. Além dos hóspedes, outras pessoas circulavam pelo prédio, pois, no último andar, funcionava o Restaurante Centenário. Até que, em maio de 1994, o Jantzen fechou suas portas.

Os seus seis atuais donos pretendem alugar o imóvel.

– Já me reuni mais de uma vez com o prefeito, que falou sobre a preferência para a cidade de que o local volte a funcionar como hotel. Mas temos mais de um interessado em alugá-lo e ainda estamos em negociação, porque são necessárias reformas – afirma Deives Scalcon, um dos donos do edifício.

Por enquanto, ele prefere não adiantar o uso que os interessados – um deles de fora da cidade – querem dar ao prédio. Apesar de um pedaço de vidro ter despencado do prédio e atingido uma pessoa no ano passado, Scalcon diz que o prédio não oferece risco.

– Ele parece feio, mas está em bom estado. Fazemos revisões periódicas – diz Scalcon.

Fonte: http://www.clicrbs.com.br/dsm/rs/impressa/4,1304,3733672,19447


4 comentários:

  1. ola com certeza sera um sucesso se reabrirem um hotel ali com restourante panoramico bem no centro com a vista para praça central ,que bom houvir que a empresarios interesados em abrir algo ali ,com certeza vai ser uma atraçao a parte !!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Claudio!

    Esperamos realmente que o melhor aconteça!!!

    Abraços!

    Andrea Leandro

    ResponderExcluir
  3. Oi Sonia!

    Ficamos na torcida que o melhor aconteça!

    Abraços!

    Andrea

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário!!!